18 de abr de 2007

Daren e Mariana XX




Por Felipe Belão Iubel – Desafio Caixa Preta


Ainda no apartamento.

Após sete segundos de silêncio e de rostos pálidos, Mariana levanta e empurra sua mãe para fora do quarto e tranca a porta com duas voltas na chave. A mulher reclama, grita, estapeia a porta e se descontrola completamente. Age como se, na verdade, fosse Daren o culpado por ela estar para fora.

Louca-Mãe-Louca-da-Vida
Me deixa entrar, seu monstro! Não vou permitir que você machuque minha filhinha!

Mariana
Edge, precisamos conversar mesmo. Essa história está saindo do controle. É como se existissem várias pessoas juntando pedaços e, para nós dois, nenhum desses pedaços parecem estar se encaixando.

Daren
Concordo. Mas, antes de qualquer coisa, preciso entender esse negócio do Mr. W. Você conhece esse cara, Max?

Mariana
Conheço sim. Ele foi...

Daren (levando as mãos à cabeça)
Puta-que-o-pariu! Fodeu mesmo!

Louca-Mãe-Louca-da-Vida
Abra essa porta já, seu seqüestrador pervertido!

Mariana
Fodeu o quê? Deixa eu terminar de...

Daren
Fodeu tudo!

Louca-Mãe-Louca-da-Vida
Ninguém vai foder nada enquanto eu estiver nessa casa! Abra a porta!

Daren
Agora tudo faz sentido. Por isso que esse cara quer comprar minha empresa.

Mariana
Que cara?!

Daren
O Mr. W do caralho! Ele me encontrou nos Estados Unidos. Fez uma puta chantagem para eu vender minha empresa pra ele.

Mariana
O Mr. W.? Meu Mr. W.?

Louca-Mãe-Louca-da-Vida
Quer que eu ligue pro Mr. W, filhinha? Eu vou ligar. Vou dar um jeito dele vir até aqui pra pegar esse cara que me trancou pra fora.

Daren
Se ele é seu ou não... Daí, já não sei. Mas se você tá falando de um negão enorme com pinta de mafioso afro-italiano misturado com Vin Diesel e Jack Bauer... é dele que eu tô falando.

Mariana
Ai! Fodeu!

Louca-Mãe-Louca-da-Vida
Quem fodeu, Mariana? O que está acontecendo?

Mariana
Cala a boca, mãe! E pára de espancar a porta! Se você não parar vou contar para todo mundo que o botox da sua cara é gordura de outra parte do corpo... e vou contar do corpo de quem!

Silêncio do outro lado da porta.

Mariana
E você, Edge, chega de mentiras. Trata de me contar tudo direito.

Daren
Então...

Mariana
E cuidado pra não ofender minha inteligência. Quero só a verdade dessa vez.

Louca-Mãe-Louca-da-Vida
Isso mesmo, filhinha! Dá um jeito nesse seqüestrador.

Mariana
Mãe, lembra do botox que não é botox e vai pra sala ver tv.

Daren
Posso começar?


Apartamento de Mariana enquanto a conversa acontece.

A Louca-Mãe-Ainda-Mais-Louca da vida vai resmungando até a sala. Liga a televisão e começa a passear pelos canais de tv a cabo. Ela resmunga interminavelmente. Olha para cima e respira fundo após passar por todos os canais disponíveis. Muda de posição no sofá. Vai até a cozinha e deixa a tv falando sozinha. Volta e senta na mesma posição com um copo de água. Senta. Troca mais algumas vezes de canal. Deixa o sofá sozinho novamente. Volta com uma taça cheia de vinho. Senta. Resmunga. “Botox! Vê se pode! Contar pra todo mundo! Vê se pode! Que se vire com o seqüestrador também!” Troca de canal. Levanta. Volta pro sofá com uma garrafa de vinho e com a taça transbordando.


No quarto...

Mariana
Isso não faz o menor sentido, Edge! Por que a Dina estaria interessada em mim?

Daren
Se eu estou interessado... por que ela não estaria?

Mariana
E desde quando você é parâmetro em assuntos relacionados a mulheres?

Daren
Não precisa ofender. E não é bem assim...

Mariana
Ahh.. Não é? Quer que eu enumere? Vou começar pela “Desespero Siliconado”.

Daren
Foco, Max. Vamos nos concentrar nos fatos. Já expliquei essa parte da Vivianne.

Mariana
Ah! Agora é Vivianne! Mas tá bom! Não vou ficar discutindo sobre isso e nem sobre a Dina. Até porque tem uma cena bizarra vindo à minha mente agora.

Daren
Que cena?

Mariana
De outro dia que eu fui até a casa dela e ela tava com uma camisola erótica e me ofereceu champanhe e continuou com aquela camisola. Ui, que nojo!

Daren
Viu só! É verdade! É só somar os fatos e você vai perceber que é verdade.

Silêncio. Daren olha nos olhos de Mariana. A atração dos dois é tão forte que eles começam a se aproximar. Porém, antes de qualquer coisa, Mariana vira as costas e começa a falar novamente.

Mariana
Tá! Digamos que seja verdade essa parte da Dina. Mesmo assim, eu não consigo acreditar nessa coisa toda do Mr. W. querer comprar sua empresa! Isso não pode ser verdade. Por que ele faria uma coisa dessas?

Daren
Por ciúmes. Vai saber. Eu tenho ciúmes de você. Acredito que ele deve ter motivos para ter ciúmes também. Quer me afastar de você. Acabar com minha carreira.

Mariana
Não pode ser! Ele é o tipo de cara que faz tudo por alguma razão. E a razão é sempre boa no final das contas. Eu vou ligar pra ele. Quero saber o porquê disso tudo. Quero saber tudo. Começando pela aparição dele aqui em casa.

Daren (gritando)
Aqui?! Ele veio aqui?!


Na sala a mãe continua tomando vinho, mudando os canais da tv e resmungando. Ela olha para cima cada vez que escuta um grito vindo do quarto. Olha para cima e toma mais um gole de vinho. A taça esvazia. Ela deixa o sofá sozinho. Volta com sua bolsa. Larga a taça de lado. Coloca o revolver dentro da bolsa. Troca mais algumas vezes de canal e resmunga. “Botox! Vê se pode! Contar pra todo mundo! Vê se pode! Que se vire com o seqüestrador também!” Larga o controle. Pega a bolsa outra vez. Procura algo dentro. Encontra seus tranqüilizantes e coloca logo três na palma da mão. Pega a garrafa de vinho e toma os três comprimidos misturados com o líquido. Tudo direto da própria garrafa.


No quarto... a conversa continua.

Daren (ainda gritando)
Quer dizer que ele vem aqui. Você esquece de mim. Me larga. Dorme com ele e acorda com ele atirando no Ademir?!

Ele se aproxima de Mariana. Novamente, a troca de olhares é efusiva.

Mariana (calma)
Não faz drama, Edge. Você dormiu com a “Desespero Siliconado”, lembra?

Ela também se aproxima. Não tem mais forças para evitar nada nessa altura dos acontecimentos.

Daren (gritando mais)
Sim! Mas ela não atirou em ninguém.

Ele já não controla seu corpo. Seu braço leva sua mão para perto da dela.

Mariana (agora nervosa e gritando)
Não atirou em ninguém, mas te chamou pra uma suruba com outra mulher, enquanto quem tentava te foder de verdade era o teu amigo e a Dina. Se é que tudo isso é verdade.

Mariana dá um tapa na mão dele e, ao mesmo tempo, chega mais perto.

Daren
É, mas...

Um beijo.


A música “Behind closed doors” toca no Multi Show enquanto a Louca-Mãe-Muito-Louca-Adormecida ronca.


Continua...

9 comentários:

flavia melissa disse...

hahahahahahaha
botoz de outra parte do corpo foi ótima!!!

Gravatai Merengue disse...

Opa, ficou muito bom! O tom romântico dado pela Alice prosseguiu... :)

mercedes disse...

Meu deus! Qual será a procedência desse botox??? Isso me lembra Clube da Luta!

Uóootemo! Até que enfim um beijo...ufa!

(foteeenho estilosa, em Titão?)

Felipe "Tito" Belão disse...

eu to romântico essa semana. sem disponibilidade para assassinatos literários...

e vcs viram que eu citei o clube no diálogo ein...

beijos pra todas e abraço pro gravata, pro diogo.. e pro rodrigo que apareceu uma vez em um e-mail.. hmmmm...

mercedes disse...

"Edge, precisamos conversar mesmo. Essa história está saindo do controle. É como se existissem várias pessoas juntando pedaços e, para nós dois, nenhum desses pedaços parecem estar se encaixando."


Mariana tomando consciência do Deus que escreve seu destino!
Wow...quase místico.

Felipe "Tito" Belão disse...

Pra vc ver, mercedita... eu sou adepto de citações metalinguísticas...

Carolina Garofani disse...

too sexy :)

Alice Salles disse...

hummm
minha segunda parte favorita!

rafaela disse...

"Ninguém vai foder nada enquanto eu estiver nessa casa! "
Ri muito!