13 de abr de 2007

Daren e Mariana XV


Por Flavia Melissa - Desafio Caixa Preta



Mariana entra no carro sentindo o nó no estômago se apertar ainda mais. Enquanto dirige, pensamentos invadem sua cabeça e a deixam meio tonta, o coração dispara, a boca seca. Resolve parar num posto de gasolina e comprar xiclete e cigarros.

FRENTISTA

Completa?

MARIANA

Por favor.

No momento em que está entrando no posto, lá está ele: o carro. Olha ao redor, assustada, procurando por Mr. W. que, certamente, deveria estar por ali. Nada de Deus do Ébano, nada de piscina de chocolate, nada de nada. Enquanto entra na conveniência, inevitavelmente lembra dos acontecimentos da semana anterior.

CORTE, FLASHBACK DOS EPISÓDIOS OCORRIDOS APÓS O BANHO DE SANGUE NO APARTAMENTO DE MARIANA.

Logo depois da saída estilosa de Mr. W. da cena do crime, não demorou mais do que dez minutos para que as primeiras sirenes da polícia fossem ouvidas na rua. Mariana fumava o quinto cigarro, Pedro e Ademir discutiam loucamente e a velha morta continuava morta debaixo da mesa.

PEDRO

O que foi que passou pela sua cabeça? Me matar de verdade? Com o diabo no corpo!

ADEMIR

Eu não sei, guria! Tava doida! Louca varrida!

PEDRO

Ia me fazer virar purpurina? Sua vadia! Nunca mais eu quero te ver! Sai, sai!

MARIANA

Vocês querem fazer o favor de calar a boca?

POLICIAL 1

Com licença... Fiquem todos onde estão. Foi daqui que registraram uma ocorrência de homicídio doloso?

MARIANA

Graças a Deus, seu Guarda... Entre, entre, por favor.

POLICIAL 2

Onde se encontra a vítima?

MARIANA (ligeiramente envergonhada)

Debaixo da mesa... Seu guarda.

POLICIAL 1

Debaixo da mesa? Mas como é que...

O policial segue o rastro de sangue até a porta do apartamento vizinho.

PEDRO

Olha, meu amor, eu vou dizer toda a verdade, custe o que custar. O que aconteceu foi o seguinte...

MARIANA (interrompendo Pedro)

Estávamos no apartamento, meus amigos e eu, quando de repente ouvimos gritos no corredor... Olhamos pelo olho mágico e de repente lá estava aquele homem... Era muito bonito, é verdade... (Mariana parece se perder um pouco nos pensamentos) Ele estava armado e tentava abrir a porta a força, quando de repente essa senhorinha... essa gentil senhorinha... bom, ela estava saindo de seu apartamento, disse alguma coisa, ele se assustou e atirou.

POLICIAL 2

Certo... e o que aconteceu com seu amigo aí? (para o policia 1) Paulo Sérgio, mande vir uma ambulância, temos um ferido aqui. É um ferimento superficial, a bala pegou de raspão. Chame também a perícia técnica.

(Policial Paulo Sérgio se afasta, falando em seu rádio).

MARIANA

Bom, ele... Ele...

PEDRO

Fui eu quem atirou nele.

Ademir e Mariana olham para Pedro, boquiabertos.

MARIANA

Você não atirou!

PEDRO

Atirei sim, Seu Guarda. Porque eu não supooooorto maaaaaais essa bicha encanada. Não agueeeeeento maaaaaaaais, olha só seu Guarda, minha voz chega a ficar rouca de tamanho o nervoooooooso que esta bicha aqui me faz passaaaaaaaar, ai, acho que vou ter um treco...!

POLICIAL 2

Paulo Sérgio, mande vir também o Resgate! Os viado aqui tão tudo desmaiando!

Vinte minutos depois estão todos na delegacia. Enquanto Mariana tenta explicar o que aconteceu em seu apartamento, o delegado recebe uma ligação.

DELEGADO

Sim, aqui é o doutor. Pode falar, Josemar. O quê? Mas... Como é que é? Quem foi que...? Hã? Mas como é possível que... Onde? Ok, aguarde novas instruções.

Mariana, Ademir e Pedro fitam o delegado enquanto ele fala. Quando ele desliga, fala para os três:

- Vocês estão liberados.

MARIANA

Como?

DELEGADO

Enquanto a perícia examinava seu apartamento, Dona Mariana, foram surpreendidos por um homem negro, alto, e com forte sotaque de estrangeiro. O homem entrou, rendeu os peritos e amarrou-os com panos de prato. Disse que tinha se esquecido de algo, entrou, revistou seu apartamento, e por fim saiu novamente. Estranhamente ele não levou nada embora, mas entregou aos peritos duas armas que tinham as mesmas impressões digitais. As armas batem com os ferimentos, o modus operandi do negão parece ter sido o mesmo que ele adotou com vocês e...

MARIANA

Hã? Ele voltou?

PEDRO

Valha-me meu senhor!

ADEMIR

Me perdoa, Pedroquinha...

PEDRO

Não fala mais comigo, sua louca velha!

ADEMIR

Louca velha? – Se levanta, mancando – Louca velha??? Olha aqui seu... seu... Seu Macho com maiúsculo!

PEDRO

Lálálálá... Láááá (cantando, enfiando os dedos nos ouvidos)

O celular de Mariana toca. É Daren.

MARIANA

Edge, não posso falar agora!

DAREN

Max, só queria que você soubesse que...

MARIANA

Agora não, Edge! Depois eu te ligo!

PEDRO

Lálálálálá...láááááááááááá...

ADEMIR

Ai, olha que eu vou começar a gritar aqui se você não parar de cantar! Vou fazer minha imitação de ambulância, eu vou, eu vou, uéééééééééé...... uéééééééééééééé

MARIANA

Pára Ademir!

PEDRO

Lááá, láááááááá lálálá!!!

DELEGADO

CALEM A BOCA TODOS VOCÊS!!!!

Todos se calam, olhando para o delegado.

DELEGADO

JÁ PARA FORA DA MINHA SALA! Sai, sai, sai!!!

Mariana, Ademir e Pedro saem rápido. O casal continua discutindo, e sem nem se despedir de ninguém, Mariana pega um táxi e vai embora para seu apartamento. Quando chega lá a perícia já se foi, restando apenas uma grandecíssima marca de sangue no chão.

Mariana pega um pano, e resolve ferver um pouco de água para ajudar a impar a mancha. Quando tenta ligar o fogão, percebe que o gás acabou.

MARIANA

Maravilha...

Resignada, vai até o banheiro, liga a torneira e senta-se na privada, esperando a água esquentar para que ela possa encher a panelinha que segura nas mãos.

Quando o vapor começa a dominar o ambiente, ela se levanta para pegar a água, e pára, de repente. Sente as pernas tremerem, enquanto olha para o vidro da janela. Sem pensar duas vezes, entra de roupa e tudo debaixo do chuveiro, olhando vidrada para a janela.

Lentamente, vê as palavras aparecerem, destacadas pelo vapor de água do ambiente:

“You won’t see me...

But I’ll be watching you.

Love you 4 ever,

W.”

FINAL DO FLASH BACK

Mariana sai da loja de conveniência no exato momento em que seu celular toca.

DAREN

Max, onde você está?

MARIANA

Abastecendo, Edge, já estou a caminho!

DAREN

Espero que goste de frutos do mar...

Mariana sorri, entrando no carro novamente.


CONTINUA...

5 comentários:

Felipe "Tito" Belão disse...

opaaaa

só a flávia e a melissa pra arrumar a confusão que eu arrumei...

hahahaha

adorei mesmo.. e como eu disse antes.. chega de sangue.. o negócio agora é água com açúcar...

Alice Salles disse...

blood sugar baby, she has it
sex magik, sex magik...

Carolina Garofani disse...

UAU UAU UAU!!!!!!
Viva Mr. W.!!!!!!

Viva o Pedro! Eu adoro ele!
Hahaahaha
\o/

Gravatai Merengue disse...

Na minha vez, prometo inserir elementos de:
a) humor
b) ficção científica
c) pornografia
d) misticismo
e) futebol

Talvez, na hora, não entre o misticismo. A ver.

mercedes disse...

Wow! To orgulhosa do meu clubinho!!!
To amando ler. Acabei de chegar...estava doida pra ver o que vocês tinham feito.

Beijo